Shoppings reduzirão horário de funcionamento

A partir do dia 1º de junho, os shopping centers abrirão uma hora mais tarde, de segunda a sábado, para conseguir atingir a meta de corte de 20% de energia, determinada nas medidas de racionamento do governo. No domingo não haverá alterações no horário de funcionamento.A decisão foi tomada pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) e deve ser seguida pela maioria dos associados, cerca de 140 shoppings. Na semana passada, a associação havia sugerido o adiamento da abertura das lojas em duas horas, mas os lojistas não gostaram da idéia.Deverão ficar fora do novo horário de funcionamento apenas os shoppings de regiões não atingidas pelo racionamento e aqueles que tiverem geração própria de energia. Na previsão da Abrasce, as vendas não devem ser afetadas com a medida. Um levantamento da entidade concluiu que as duas primeiras horas de funcionamento de um shopping representam, em média, 3% a 4% do faturamento, o que a associação espera poder ser recuperado ao longo do dia. A Abrasce também não prevê redução de empregos por causa do novo horário de abertura. Além da mudança no horário, a Abrasce recomenda que os shoppings adotem medidas complementares para menor consumo de energia. Entre elas estão a redução do uso de ar-condicionado, de elevadores em operação e de escadas rolantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.