Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Shoppings vivem "clima de esperança"

Os shoppings estão otimistas com oNatal. Pesquisa divulgada hoje pela Associação Brasileirade Shopping Centers (Abrasce) prevê um crescimento de 5% a 8%nas vendas de fim de ano em relação ao mesmo período em 2001.Para o presidente da entidade, Paulo Stewart, "o clima deesperança" que se criou com a eleição de Luiz Inácio Lula daSilva pode ter reflexo nas vendas de dezembro. Mas os números positivos do setor nos últimos três mesestambém indicam um bom fim de ano, na sua avaliação. O resultadode setembro, divulgado hoje, mostra um aumento de 3% nas vendasante setembro de 2001, descontada a inflação. No acumulado atésetembro o aumento é de 1,54%. O resultado surpreendeu o setor porque a expectativa erade números piores, naquele período, com a instabilidadeeconômica e política. O desempenho dos shoppings no fechamentodos números de 2002 dependerá das festas de fim de ano, mas aperspectiva é de um crescimento de 3% a 5% em relação a 2001. No comércio varejista, as vendas, na percepção doslojistas, foram menores na última semana de outubro, conformesondagem da Federação do Comércio do Estado de São Paulo. Oporcentual dos que acreditam que as vendas aumentaram, de 17% naterceira semana de outubro, caiu para 10% na última semana domês.

Agencia Estado,

08 de novembro de 2002 | 20h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.