Siderúrgicas do Japão preveem menor produção em 38 anos

Produção deverá cair 31% no semestre de abril a setembro em comparação com igual período do ano passado

Marcílio Souza, da Agência Estado,

13 de agosto de 2009 | 10h36

A produção de aço bruto pelo Japão deverá cair para o nível mais baixo em quase 40 anos no atual ano fiscal, que termina em março, para cerca de 90 milhões de toneladas, prejudicada pela demanda fraca em meio à crise econômica global, de acordo com projeções do setor divulgadas pelo jornal Kyodo News.

 

Veja também:

especialESPECIAL: Dólar, o fim de uma era?

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise

 

A última vez em que a produção de aço japonesa ficou abaixo de 90 milhões de toneladas foi no ano fiscal de 1971, quando somou 88,44 milhões de toneladas.

 

Segundo as siderúrgicas, embora seja vista alguma recuperação, a demanda segue fraca. Uma previsão do ministério da Economia, Comércio e Indústria do país aponta que a produção deverá cair 31%, para 42,17 milhões de toneladas no semestre de abril a setembro (primeiro semestre fiscal), em comparação com igual período do ano passado.

 

Como a produção não deverá se recuperar durante o segundo semestre do ano fiscal, o dado anual pode vir cerca de 30 milhões de toneladas abaixo do recorde de 121,51 milhões de toneladas registrado no ano fiscal de 2007, estima o ministério. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãoindústriasiderúrgicacrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.