Siderúrgicas Hyundai Steel e Posco elevarão preços do aço em maio

Companhias farão reajustes de até 25% para repassar custos mais elevados com matérias-primas 

Marcílio Souza, da Agência Estado,

23 de abril de 2010 | 09h44

A siderúrgica sul-coreana Hyundai Steel disse nesta sexta-feira que vai elevar os preços de seus produtos siderúrgicos em até 23% a partir do mês que vem, para repassar os custos mais elevados das matérias-primas para os clientes, incluindo montadoras e estaleiros.

 

A empresa elevará os preços de suas bobinas laminadas a quente em 23%, para 850 mil won (US$ 767) por tonelada, a partir de 1 de maio. As placas utilizadas na fabricação de navios serão reajustadas em 9,8%, para 900 mil won por tonelada, disse a empresa em comunicado.

 

Mais cedo, a também sul-coreana Posco disse que vai elevar os preços de seus produtos em até 25% a partir do dia 3 de maio. As bobinas laminadas a quente sofrerão reajuste de 25%, para 850 mil won a tonelada; as bobinas laminadas a frio ficarão 23% mais caras, passando a custar 965 mil won.

 

Para o segundo trimestre deste ano, a Posco assinou contratos para comprar minério de ferro a um preço 86% mais alto do que a cotação contratual de 2009, enquanto o carvão ficou 55% mais caro para a siderúrgica. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.