Siderúrgicas japonesas aceitam alta de 90% do minério de ferro, diz fonte

Com acordo formal,  preço estimado no Brasil para os três meses que se encerram em junho é US$ 110 a tonelada

Reuters,

20 de maio de 2010 | 08h36

As usinas produtoras de aço do Japão aceitaram formalmente uma alta de quase 100% no preço do minério de ferro para o período de abril a junho, disse uma fonte à Reuters, nesta quinta-feira.                                 

Nippon Steel, JFE Holdings e Sumitomo Metal Industries anunciaram no fim de março que fecharam um acordo inicial com a Vale que previa preços por tonelada de US$ 100 a US$ 110, uma alta de 90%.

Na ocasião, as siderúrgicas informaram que ainda negociavam com as mineradoras australianas BHP Billiton e Rio Tinto, afirmou a fonte.                                 

Com o acordo formal, o preço do minério de ferro do Brasil para os três meses que se encerram em junho, que corresponde ao primeiro trimestre fiscal no Japão, é estimado em US$ 110 a tonelada ante US$ 55 um ano antes. O preço do minério australiano é de cerca de US$ 120 frente nível de US$ 60 no ano anterior.                                 

A fonte afirmou que os preços podem variar levemente de empresa para empresa e que há possibilidade de que nem todas as companhias tenham aceitado o acordo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.