Siderúrgicas podem acusar Ceará Steel de dumping

As siderúrgicas brasileiras discutirão na quarta-feira da próxima semana, 28, em reunião do conselho do Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS), o encaminhamento de um pedido de investigação antidumping contra os acionistas da Ceará Steel, projeto siderúrgico que deverá entrar em operação daqui a três anos. A informação foi divulgada nesta terça-feira, 20, pelo presidente do IBS, Luiz André Rico Vicente.Segundo ele, outra alternativa que será analisada no encontro da próxima semana é uma ação na primeira instância judicial alegando concorrência ruinosa. "Vamos examinar todas as possibilidades para a defesa do nosso interesse, que é legítimo. Não podemos correr risco de ações de dumping internacional", diz Vicente. De acordo com ele, as duas reações que serão discutidas pelas siderúrgicas são uma resposta ao avanço das negociações da Petrobras com os acionistas da Ceará Steel, a siderúrgica coreana Dongkuk, a italiana Danieli e a Companhia Vale do Rio Doce.Na semana passada, a Dongkuk se comprometeu a fornecer 100 mil toneladas de placas de aço importadas da Coréia para a Petrobras, com desconto de 40%. Essa seria uma forma de a estatal reduzir o preço do gás que será fornecido para a Ceará Steel, um dos pontos que têm causado mais polêmica nesse projeto. Os acionistas da Ceará Steel querem pagar US$ 3,20 por milhão de BTU de gás, enquanto a Petrobras quer cobrar US$ 5,80 por milhão de BTU. O IBS, por sua vez, reclama que nenhuma siderúrgica brasileira tem o tratamento que está sendo dispensado pela Petrobras para a Ceará Steel.O vice-presidente executivo do IBS, Marco Polo de Mello Lopes, explica que o pedido de investigação antidumping, caso seja decidido na reunião do conselho, seria encaminhado ao Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior por alguma siderúrgica que se sentir prejudicada pela venda de placas de aço com 40% de desconto. Entre algumas das empresas que produzem o item que poderá ser importado da Coréia estão Cosipa, Usiminas e Companhia Siderúrgica Tubarão (CST).No caso da ação judicial de concorrência ruinosa, Lopes diz que esse recurso judicial teria como objetivo contestar tanto o preço da placa de aço quanto o subsídio ao preço do gás que está em negociação entre a Petrobras e os acionistas da Ceará Steel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.