Siemens projeta alta de 5,4% da indústria em 2008

O presidente da Siemens, Adilson Primo, acredita que a indústria brasileira continuará em trajetória ascendente em 2008. Nos cálculos dele, o crescimento do setor deve superar os 5% projetados para este ano e atingir 5,4%. "Vemos um cenário bastante positivo para 2008. Mas temos vários itens em que precisamos avançar", afirmou o executivo, que aposta num avanço de 5% do Produto Interno Bruto (PIB) nos próximos 12 meses. Primo prevê ainda que os juros alcancem 9,75% em dezembro de 2008. Ns manhã de ontem, ele ainda mantinha a esperança de que o Comitê de Política Monetária (Copom) pudesse promover mais um corte de 0,25 ponto porcentual na taxa Selic. Apesar das projeções otimistas, ele afirma que acertos precisam ser feitos na economia para atrair um volume de investimento maior para o País, especialmente para a infra-estrutura. "Precisamos arrumar o telhado enquanto o sol está brilhando. Ás vezes tenho a impressão de que estamos indo para a praia."Em relação ao câmbio, Primo diz que o dólar já está no limite. "Se cair mais, teremos de ser mais seletivos em nossos projetos de exportação. Já tivemos inúmeros ganhos de produtividade. Chega uma hora que não dá para contar mais com isso." As receitas de exportação da empresa caíram 11% em 2007, comparadas com 2006. Ele explica, porém, que o volume não caiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.