Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Signos de embalagens são mal compreendidos, diz pesquisa

Os símbolos de material reciclável e de alimento transgênico que aparecem em embalagens não são compreendidos por grande parte dos consumidores. Este é o resultado da pesquisa Percepção de Símbolos nas Embalagens de Alimentos, divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Educação para o Consumo de Alimentos Congêneres (IBCA).O estudo se avaliou três símbolos utilizados nas embalagens de alimentos brasileiras, dois deles de uso voluntário e um obrigatório por lei: o de papel reciclável, o de alumínio reciclável e o de alimento transgênico. A pesquisa apontou que a maioria das pessoas não entende o que cada um deles significa e que quanto menor o grau de escolaridade, menor a compreensão do signo.O símbolo do alumínio reciclável foi interpretado como bebida alcoólica por 24% dos pesquisados. E mais de 72% dos entrevistados confundiram o signo de alimentos transgênicos com placas de trânsito.A pesquisa revelou, ainda, que mesmo o símbolo de papel reciclável, existente há mais tempo, só é reconhecido por 45% dos entrevistados. Outros 15% acham que o símbolo se refere à sinalização (interna ou externa), indicando direção ou movimento. De acordo com a presidente do IBCA, Patrícia Fukuma, como os símbolos estão sujeitos a interpretações pessoais, podem transmitir juízos de valor em relação aos produtos, o que é proibido pelo Código de Defesa do Consumidor.O instituto vai propor a revisão desses símbolos, assim como a sugestão de uma regulamentação para o assunto. ?É melhor utilizar simplesmente a informação por escrito do que utilizar símbolos de maneira inadequada. Por isso, queremos propor uma regulamentação clara e isenta para criação dos símbolos exibidos nas embalagens dos alimentos?, defende Patrícia.Para a pesquisa quantitativa o IBCA entrevistou 600 pessoas, divididas em três faixas etárias - de 18 a 30 anos, de 31 a 59 anos e acima de 60 anos. Os pesquisados, todos paulistanos, também foram classificados de acordo com o grau de escolaridade - ensino Fundamental incompleto, completo, ensino Médio completo e ensino Superior completo.

Agencia Estado,

14 de dezembro de 2004 | 17h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.