Simples será escalonado da mesma forma que IR, anuncia Palocci

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, anunciou hoje que o Simples será alterado para que o limite de contribuição seja escalonado da mesma forma que o Imposto de Renda. Ele disse que o sistema atual desestimula o crescimento das empresas, pois, quando elas ultrapassam o limite de faturamento de R$ 1,2 milhão no ano, têm de pagar o imposto normal sobre toda a receita. Com a mudança, ele continuará pagando a alíquota do Simples até o limite dessa tributação simplificada e o imposto mais alto incidirá apenas sobre a parcela que ultrapassar esse limite.Palocci anunciou também que o governo editará nas próximas semanas uma medida para permitir que as empresas excluídas do Simples possam voltar a apresentar suas declarações de tributos por esse sistema.Ele lembrou que, pela norma em vigor, as empresas que estão no Simples não podem voltar ao sistema depois que deixam de pagar algum imposto e nem mesmo após regularizar sua situação. Segundo Palocci, há cerca de 100 mil empresas inadimplentes, que poderão renegociar seus débitos com a Receita Federal e voltar ao Simples.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.