Simulações apontam risco de apagão no Nordeste em 2009

O presidente do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Mário Santos, disse hoje que as últimas simulações feitas pela entidade apontam para um pequeno risco de déficit de energia na região Nordeste em 2009. Segundo ele, 9% dos 2 mil cenários utilizados no estudo indicaram que, em caso de poucas chuvas, pode haver um déficit de 1% da carga local, o que significa que, naquele ano, a oferta ficaria 87 megawatts médios abaixo da demanda. O nível considerado seguro para o ONS é de risco de déficit abaixo de 5% das simulações feitas. Mário Santos, porém, afirmou que o ONS está tranqüilo com a situação, pois ainda há quatro anos para que sejam estudadas alternativas para o suprimento. Além disso, o risco de déficit pode deixar de existir se o fornecimento de gás argentino para a térmica de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, e as importações de energia da Argentina forem retomadas. Isso porque as regiões Sul e Sudeste podem exportar energia para o Nordeste, permitindo que as hidrelétricas locais poupem energia. Nas demais regiões, o ONS não identificou risco considerável de falta de energia até 2009.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.