Sindicalista confia em redução da tabela do IR

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, José Lopez Feijóo, disse à Agência Estado, que espera uma resposta positiva hoje do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, para a correção ainda este ano da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). Ele não acredita que que o clima de nervosismo e volatilidade do mercado financeiro vá interferir na decisão do ministro. ?Uma coisa não tem nada a ver com a outra?, disse Feijóo, que terá hoje à tarde uma reunião com o ministro Palocci, sobre o assunto. O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Luiz Marinho, também participará da reunião com o ministro. Os sindicalistas estão participando de uma campanha unificada pela correção da tabela. As discussões ganharam força depois que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou, durante um evento em São Paulo há duas semanas, que o governo daria uma ?boa notícia? em relação ao Imposto de Renda até o dia 30 de abril. Antes do prazo do presidente terminar, Palocci recebeu os sindicalistas para negociar e prometeu para hoje dar uma resposta. É pouco provável, no entanto, que o ministro tome alguma decisão hoje. ?Essa reunião é mais um passo?, disse uma fonte do governo. O assunto é polêmico, porque envolve perda de arrecadação federal e, ao mesmo tempo, tem um ingrediente adicional de grande pressão política, com forte apelo popular.Os sindicalistas querem uma correção de 55,3% na tabela do IR. O índice é a soma da inflação de 39,5% acumulada no governo Fernando Henrique (descontada a correção de 17,5% concedida em 2002) e a inflação do governo Lula, 11,32%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.