Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Sindicato diz que Receita burla fiscalização durante a greve

A presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Unafisco Sindical), Maria Lúcia Fattorelli, acusou hoje o governo de facilitar o canal verde nas aduanas para acelerar as exportações e importações neste momento de greve dos fiscais da Receita e não prejudicar a balança comercial. Pelo canal verde, a mercadoria pode passar pela aduana sem fiscalização.Segundo ela, os fiscais de plantão observaram um aumento do número de vezes que o Siscomex - o sistema eletrônico de comércio exterior ? sinaliza o canal verde. Para a sindicalista, o comando da Receita teria dado orientação para aumentar o canal verde, o que explicaria o aumento do comércio exterior na quarta semana de abril, mesmo com a greve. Outro motivo, informou a presidente do Unafisco, são as liminares concedidas às empresas pela Justiça para que as mercadorias sejam liberadas. ?É uma temeridade para o País. O governo pode estar acobertando a entrada de contrabando e armas ilegais?, criticou.Depois de fazer paralisações por períodos de 96 horas, a categoria optou nesta semana pela greve por tempo indeterminado. ?O governo fechou completamente as negociações?, disse Fattorelli. A dirigente informou que enviou, na semana passada, cartas ao governo pedindo a reabertura das negociações, mas ainda não obteve resposta. ?Devolvemos a responsabilidade para o governo, que está sendo intransigente?, disse. Para o Unafisco, a proposta apresentada pelo governo ?está longe? de contemplar a categoria. ?Os nossos salários estão baixíssimos. Menores até mesmo que o dos fiscais estaduais e municipais?, afirmou.

Agencia Estado,

26 de abril de 2004 | 18h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.