finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Sindicato do RJ pede penhora dos bens da BRA

O Sindicato dos Trabalhadores das Empresas de Transporte Aéreo do Município do Rio de Janeiro (Simarj) ajuizou, no Tribunal Regional do Trabalho do Estado, uma ação civil pública para pedir a penhora dos bens da companhia aérea BRA. Segundo o secretário geral do Simarj, Luiz Braga, a medida foi tomada para tentar preservar recursos para o pagamento dos salários dos 1.100 trabalhadores da empresa, que já receberam aviso prévio.Braga, também diretor jurídico do Simarj, disse que o objetivo é arrestar as contas bancárias da BRA, os bens materiais em aeroportos como Santos Dumont e o Galeão, no Rio, além de quatro aeronaves que estariam estacionadas no Aeroporto Internacional de Guarulhos. "Nossa medida foi emergencial. Recebemos uma informação extra-oficial de que os aviões eram da BRA. Qualquer medida para proteger o trabalhador é válida", respondeu Braga ao ser questionado se ele não temia que a ação fosse negada porque os aviões da BRA são arrendados, e não são de propriedade da empresa. O sindicalista disse que vai pedir uma audiência com o presidente do TRT, desembargador Doris Castro Neves, para sensibilizá-lo quanto à situação dos trabalhadores da BRA.

ALBERTO KOMATSU, Agencia Estado

08 de novembro de 2007 | 07h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.