Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Sindicato quer vaga na direção

O sindicato United Auto Workers (UAW) pede participação acionária e um assento na comissão executiva da General Motors em troca de concessões para ajudar as três grandes montadoras americanas a receberem ajuda federal. Em carta colocada no site do sindicato, Marc McQuillen, presidente do UAW em Charlotte, Carolina do Norte, informa aos filiados que a entidade está pedindo participação pelo menos na GM em troca da modificação nos termos do acordo de seguro saúde e da suspensão do polêmico banco de empregos, que paga praticamente salários integrais aos trabalhadores afastados. Ele diz que a participação provavelmente dará direito a um assento na comissão executiva da empresa. O UAW anunciou na semana passada que poderia aceitar alteração nos termos do contrato de 2007 com a GM, Ford e Chrysler. Não está claro se o UAW quer participações acionárias e representação da direção na Ford e na Chrysler. As mudanças no contrato terão de ser feitas até 31 de março, diz a carta.

Dow Jones Newswires, O Estadao de S.Paulo

09 de dezembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.