Sindicatos pedem ao governo aumento do seguro-desemprego

As principais centrais sindicais do País estão elaborando uma pauta de reivindicações conjunta para encaminhar ao governo federal. Redução dos juros, criação de frentes de trabalho, aumento do seguro-desemprego e investimento em infra-estrutura estão entre as propostas já definidas.Segundo o presidente da CUT, Luiz Marinho, a Força Sindical, a Confederação Geral dos Trabalhadores (CGT), a Social Democracia Sindical (SDS) e a Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), pretendem entregar as propostas até o início de setembro. De acordo com o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o momento é de convergência e não de divergência entre as centrais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.