finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Sindicatos preparam marcha de 50 mil contra Alca em Miami

Sindicatos e grupos de ativistas norte-americanos anunciaram hoje o início de uma marcha a Miami, onde esperam a concentração de pelo menos 50.000 pessoas para protestar contra a Alca. A marcha começará em Seattle, Estado de Washington, que foi escolhida de forma simbólica devido às manifestações que ocorreram ali em 1999 contra uma reunião da Organização Mundial do Comércio.Segundo os organizadores, a marcha deverá ser finalizada em novembro. "Milhares de trabalhadores do aço estarão a caminho de Miami" disse Jim English, dirigente do United Steelworkers of America, um dos maiores sindicatos da indústria do aço dos Estados Unidos. A chamada "Marcha a Miami" é organizada pela federação sindical AFL-CIO e grupos de ativistas contra a globalização.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.