Sindicatos rejeitam corte de 4,5 mil na Iberia

Sindicatos que representam tripulantes e funcionários de aeroporto da companhia aérea espanhola Iberia rejeitaram ontem o plano de reestruturação anunciado pela holding IAG, dona da companhia, que prevê 4,5 mil demissões e reduções de salário. A empresa pretende tirar 25 aeronaves de circulação e reduzir sua capacidade de operação em 15%, mas os sindicatos querem discutir uma alterativa a este plano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.