Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Sistema de consórcios tem expansão de 5,6% no 1º trimestre

O sistema brasileiro de consórcios apresentou crescimento de 5,6% no primeiro trimestre do ano em comparação com o mesmo período de 2003. O número de participantes ativos passou de 3 milhões para 3,17 milhões. O volume de novas cotas comercializadas ficou praticamente estável, em 382 mil. As contemplações evoluíram 4,5%, subindo de 191,6 mil para 200,2 mil, de acordo com dados da Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios.Os veículos automotores, maior setor dentro do segmento (88,1%), mostrou expansão de 5,3%, elevando o total de participantes de 2,65 milhões em março de 2003 para 2,79 milhões em igual mês deste ano. As vendas de novas cotas apontaram uma retração de 4%, somando agora 309,3 mil. As contemplações atingiram 173,1 mil, o que significa um acréscimo de 3,8% sobre o período de janeiro a março de 2003.No setor de imóveis, a alta foi 40,1%, totalizando 180,4 mil consorciados. No ano passado eram 128,7 mil. As novas cotas comercializadas cresceram 20,6%, chegando a 24 mil nos três primeiros meses deste ano, enquanto as contemplações subiram 70,2%, evoluindo para 6,3 mil.Já os eletroeletrônicos e outros bens duráveis tiveram um aumento nas vendas de 23,3%, totalizando 48,7 mil. O total de participantes ativos apresentou queda de 10,4%, ficando nos 195,3 mil, em razão da mudança de perfil de vendas. Também as contemplações registraram baixa de 1,9%, para 20,7 mil.Características do consórcioO consórcio com muita freqüência é analisado como alternativa de crédito. Mas, rigorosamente, não pode ser comparado. Consórcio tem toda a cara de crédito, mas não é. Acontece que uma operação de crédito exige que o beneficiário comece a usufruir imediatamente desta operação, seja pegando dinheiro vivo, para gastar em algo que queira, seja na compra de um bem ou serviço a prazo. A pessoa está antecipando o usufruto de um bem ou serviço, e em troca paga uma taxa de juros. No consórcio, a operação é diferente. Uma administradora reúne pessoas que tenham objetivos semelhantes, como comprar um carro. Estas pessoas contribuem mensalmente para um fundo que é usado para comprar o bem para um ou mais consorciados naquele período. Assim, aos poucos, todos vão recebendo seu bem. O detalhe é que o consorciado pode receber este bem no primeiro mês ou no último, sendo que começou a pagar junto com todos. Veja no link abaixo as principais características desta operação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.