Sistema de pensão será revisto, diz governo

A França terá de reexaminar o sistema de pensão. A reforma implementada pelo governo de Nicolas Sarkozy em 2010 não vai conseguir cumprir os objetivos, afirmou o ministro de Finanças do país, Pierre Moscovici. Ele disse que a reforma, que elevou para 62 a exigência mínima de idade para aposentadoria, deixará um déficit de 17 bilhões em 2020.

O Estado de S.Paulo

20 de dezembro de 2012 | 02h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.