Andy Clark/Reuters
Andy Clark/Reuters

Site brasileiro de energia nuclear é hackeado e invasores pedem resgate em criptomoeda

Associação Brasileira para Desenvolvimento de Atividades Nucleares teve sua página invadida na noite de segunda-feira; pagamento não foi feito

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

14 de maio de 2019 | 10h13

RIO - O site da Associação Brasileira para Desenvolvimento de Atividades Nucleares (Abdan) foi hackeado na noite de segunda-feira e todos os e-mails recebidos pela entidade foram sequestrados, inclusive os de inscrição para um evento em junho, informou nesta terça-feira, 14, o presidente da Abdan, Celso Cunha.

Segundo Cunha, os invasores pediram o resgate em criptmoedas, o que não foi atendido pela Abdan. "Mesmo que tivéssemos criptomoedas não pagaríamos", disse ao Estadão/Broadcast, acrescentando que vai denunciar o caso aos órgãos competentes, enquanto tenta recuperar as informações.

Cunha pede que todo os inscritos no WNU 2019, evento mundial do setor, previsto para ocorrer de 3 a 5 de junho, em Brasília, refaçam as inscrições.

Tudo o que sabemos sobre:
energia nuclearhacker

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.