Site da 'piauí' passa a fazer parte do portal 'Estadão'

Revista, que conquistou público com grandes reportagens, será hospedada no site de [br]'O Estado de S. Paulo'

Marili Ribeiro, O Estado de S.Paulo

06 de agosto de 2010 | 00h00

O site da revista piauí passa a integrar o portal estadão.com.br a partir de hoje. Um link no cabeçalho do portal indicará ao internauta a conexão para a piauí. O site da revista continua a ser produzido exclusivamente pela sua equipe de profissionais e manterá o mesmo visual. A publicação é dirigida pelo jornalista Mario Sergio Conti e conta com premiados profissionais do meio jornalístico, como Dorrit Harazim e Marcos Sá Corrêa, também colunista do Estado.

Criada em outubro de 2006, a revista mensal da Editora Alvinegra tem cerca de 32 mil exemplares vendidos em banca e pouco mais de 18 mil assinantes. A revista ganhou público ao optar por um modelo de reportagem que adota técnicas da literatura, estilo conhecido como "new journalism", o que a diferencia no mercado editorial do País. João Moreira Salles, documentarista, fundador, editor da revista e leitor assíduo do Estado, como ele mesmo conta, costuma dizer que "o que a piauí faz é contar bem uma história".

Há alguns meses, e depois de passar por outros portais na internet, a direção da piauí buscava um endereço que tivesse o mesmo espírito editorial da publicação, voltada para temas de interesse geral e pautada por grandes reportagens, para abrigar o seu site. Procuraram o Grupo Estado por ver similaridade na postura editorial. O portal estadão.com.br cresceu 85% em páginas vistas nos últimos 12 meses, segundo o Ibope. É o maior índice de crescimento da categoria notícias na internet brasileira.

Moreira Salles diz que "a piauí se torna parceira na internet de um grande jornal, com 135 anos de serviços prestados ao Brasil e, em troca, o Estadão se associa a uma pequena revista, de menos de cinco anos de idade. "Acho que saímos ganhando. Brincadeiras à parte, para nós é uma satisfação estarmos ao lado de um jornal da importância e da história de O Estado de S. Paulo. Temos certeza de que milhares de leitores passarão a nos conhecer, o que para nós é ótimo, e, em troca, torcemos para que eles se informem e se divirtam com piauí. Por fim, em nome da solidariedade que nos une, desde já nos consideramos sob a censura imposta pelos Sarney."

A chegada do site da piauí, como explica o diretor-presidente do Grupo Estado, Silvio Genesini, se inclui no movimento estratégico de crescimento da empresa em produtos digitais. "A nossa atuação em digitais prevê não só levar nossos conteúdos para outros endereços, como estamos fazendo a partir do próximo dia 24 no portal MSN, como também trazer parcerias complementares."

Para o diretor de conteúdo do Grupo Estado, Ricardo Gandour, é uma iniciativa em sintonia com a expectativa dos leitores. "O estadão.com.br ganha o reforço de um olhar novo no jornalismo brasileiro, que vem complementar, com perfis e reportagens de fôlego, a qualidade dos conteúdos do Grupo Estado." Quem visita o portal do Estadão terá acesso integral ao site da revista.

Segundo os últimos números divulgados pelo Instituto Verificador de Circulação (IVC) sobre o tráfego dos websites no mês de junho, o portal do Estadão somou 82,7 milhões de visualizações. É a terceira posição entre os 33 canais jornalísticos online monitorados pelo IVC. Quando se trata dos visitantes únicos, o estadão.com.br aparece com 9,7 milhões de acessos em junho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.