Situação do álcool é "extremamente preocupante", diz Alckmin

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, avaliou como "extremamente preocupante" a situação criada com o avanço observado no preço do álcool, que se aproximou ontem de R$ 2. "Se em São Paulo está chegando a R$ 2, onde o ICMS é 12%, imagine onde o ICMS é 25% ou 29%", disse o governador, durante inauguração, nesta quinta-feira,das novas unidades da Faculdade de Tecnologia (Fatec) e da Escola Técnica (ETE) na zona sul da capital paulista.Alckmin reconheceu que o período de entressafra cria um cenário propício ao aumento do preço do álcool, mas cobrou o governo federal por não ter formado estoques estratégicos para prevenir o atual problema. O governador também chamou a atenção para o fato de a poluição em São Paulo ter sido reduzida em 29%, exatamente em função da entrada de motores flexíveis no mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.