Siuffo diz que não há cartel de postos de gasolina

O presidente da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), Luiz Gil Siuffo, disse, nesta segunda-feira, ao chegar ao Ministério de Minas e Energia, que não há formação de cartel entre os postos de gasolina.Segundo ele, a responsabilidade pelos altos preços dos combustíveis é do Confaz, o Conselho de Política Fazendária. "Não se pode discutir margem de lucro porque estamos em um mercado livre. O cartel de chama Confaz", disse.Siuffo afirmou que basta que os Estados decidam adotar a mesma sistemática de preços do ano passado para que os valores cobrados pelo litro da gasolina caiam 20%.De acordo com suas informações, em 28 de dezembro os secretários estaduais de Fazenda alteraram a base de cálculo do ICMS para manter a mesma arrecadação.Gil Siuffo informou ainda que a Fecombustíveis apresentará, na reunião que será iniciada nesta segunda à noite, um estudo para mostrar que não há formação de cartel e nem abuso de preço por parte dos postos. "Não podemos assumir uma responsabilidade que não é nossa", ressaltou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.