Skaf propõe a Lula que Copom se reúna a cada 2 meses

O presidente eleito da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Paulo Skaf, propôs hoje em audiência com o presidente Lula que as reuniões do Comitê de Política Monetária do Banco Central passem a ser de dois em dois meses. Atualmente, as reuniões são mensais. O empresário disse acreditar que com o prazo maior não haveria tanta discussão sobre juros e se abriria espaço para o debate de outros aspectos da economia. "Precisamos deixar um pouco de lado essa questão dos juros", afirmou. Segundo ele, o importante é "trabalhar pela redução" da taxa Selic e dos juros bancários. "Temos que discutir produção, investimentos", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.