Skaf recomenda repasse aos preços do fim da CPMF

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) enviou hoje comunicado de imprensa para informar que o presidente da entidade, Paulo Skaf, determinou que "em todos os serviços prestados pelas entidades que preside - Fiesp, Ciesp, IRS, Sesi e Senai de São Paulo - seja feita, a partir de 1º de janeiro de 2008, a compensação do porcentual referente à CPMF."Skaf defende que a população sinta nos preços dos produtos e serviços os resultados do fim do imposto. "Só assim, praticando legítimas e responsáveis ações de cidadania, vamos avançar na construção de um Brasil melhor e mais justo para todos. E temos pela frente, para 2008, novos grandes desafios na participação da sociedade pelos interesses do Brasil", afirmou Skaf no comunicado.Skaf liderou uma campanha que resultou na coleta de milhares de assinaturas contra a prorrogação da CPMF. A campanha incomodou o governo a ponto de levantar rusgas entre o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e Skaf.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.