Sky vai oferecer banda larga móvel 4G

Depois de quase um ano de espera, a Sky, obteve autorização da Anatel para oferecer banda larga móvel de quarta geração (4G) e fechou um contrato para usar a rede da Telebrás para prestar o serviço em Brasília. O embate entre a empresa e a agência, porém, ainda não acabou.

KARLA MENDES, EDUARDO RODRIGUES / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2011 | 03h06

Insatisfeita com o preço de R$ 9 milhões fixado pela Anatel para uso do espectro de 50 MHz na faixa de 2,5 GHz para explorar o serviço por 15 anos, a Sky entrou com na Justiça. O preço inicial cobrado pela Anatel era de cerca de R$ 20 milhões para uso do espectro para oferta de banda larga, telefonia fixa e telefonia móvel, mas após a alegação da Sky de que a faixa seria usada apenas para banda larga, o valor foi reduzido. A empresa pleiteia, porém, pagar apenas R$ 9 mil pelo uso do espectro, valor que foi fixado recentemente pela agência para novas outorgas de TV a cabo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.