finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

SLC compra área por R$47,3 mi e passa a deter 262 mil ha

A SLC Agrícola adquiriu uma área de produção agrícola por 47,33 milhões de reais, a serem pagos em quatro parcelas anuais, informou a empresa nesta sexta-feira.

REUTERS

21 de outubro de 2011 | 13h35

A propriedade comprada, de 12.936 hectares, está localizada no município de Corrente, no Piauí, uma nova fronteira agrícola brasileira.

A companhia, uma das maiores do setor agrícola do Brasil, passa a deter após esse negócio uma área total de 262,2 mil hectares.

"A área adquirida encontra-se hoje em estado bruto (Cerrado não desenvolvido), no entanto, já foram concedidas as licenças de abertura para toda a área", destacou a companhia em nota.

A propriedade será denominada Fazenda Parceiro, e a companhia estima que a área potencial de plantio na propriedade adquirida seja de 8.900 hectares --considerando as limitações de reserva legal e áreas de preservação permanente.

O plantio deverá ser iniciado no local na safra 2012/13.

Para a safra de grãos atual (2011/12), a SLC plantará ao todo (na primeira e segunda safras) 250 mil hectares (alta de 10,6 por cento ante 10/11), com um aumento expressivo dos cultivos de milho e algodão. Essa área plantada inclui arrendamentos.

A área de soja continuará dominante: serão 117 mil hectares, contra 120 mil em 10/11; 96 mil de algodão (versus 83 mil 10/11) e 32,5 mil hectares de milho (ante 20,3 em 10/11), além de pequenas áreas de trigo e café.

A companhia está em processo de captação de recursos, no qual prevê vender 49 por cento de participação em sua subsidiária de terras, a LandCo. O objetivo é levantar cerca de 250 milhões de dólares com a operação.

Veja mais detalhes clicando no link: .

Por volta das 12h20, as ações da companhia operavam em alta de 1,3 por cento, enquanto o Ibovespa subia 2,3 por cento.

(Por Patrícia Büll e Roberto Samora)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSSLCAGRICOLA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.