Slim quer parte na PT para barrar venda da Vivo à Telefónica, diz jornal

Segundo o diário, empresário 'fará de tudo' para impedir que a Telefónica fique com a Vivo, principal concorrente da Claro no País

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

27 de maio de 2010 | 08h36

O bilionário mexicano Carlos Slim, dono da América Móvil, que no Brasil participa do controle da Claro e da Embratel, estuda comprar uma participação na Portugal Telecom para impedir a oferta da Telefónica pela fatia da PT na Vivo Participações, noticiou o jornal português Diário Económico, citando pessoas próximas do negócio.

Slim tem mantido contato com o Banco Espírito Santo, um dos principais acionistas da Portugal Telecom, sobre como bloquear a oferta de € 5,7 bilhões da Telefónica pela participação da PT na Vivo, disse o jornal.

Segundo o Diário Econômico, não existe ainda uma decisão final quanto ao investimento, mas as mesmas fontes garantem que o empresário mexicano fará de tudo para impedir que a Telefónica fique com a Vivo, que é a maior operadora móvel brasileira e a principal rival da Claro no País.

A América Móvil compete diretamente com a Telefónica na maioria dos mercados na América Latina, incluindo o Brasil. As informações são da Dow Jones. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.