Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Smiles vai comprar R$ 1,2 bi de créditos de passagens antecipadas da Gol

Entre os benefícios que a empresa vai receber estão os descontos de 11% no preço dos bilhetes até o fim deste ano

André Vieira, O Estado de S.Paulo

06 de julho de 2020 | 10h10

A Smiles fechou acordo com a Gol para a compra de R$ 1,2 bilhão em créditos da companhia aérea para uso na aquisição de passagens aéreas. Em contrapartida, a Smiles deve receber alguns benefícios comerciais, como desconto de 11% no preço das passagens até o fim deste ano, diz fato relevante divulgado nesta segunda-feira, 6.

"A operação é um investimento estratégico e incremental para a Smiles e sua geração de valor decorre primordialmente da manutenção dos negócios da Smiles e da sua geração de caixa atual e futura através do fortalecimento da Gol, sua principal parceira comercial e operacional e companhia com a qual ela tem uma interdependência intensa, em um momento ímpar de instabilidade", diz o comunicado assinado pelo diretor financeiro e de relações com investidores da Smiles, Hugo Reis de Assumpção.

No fato relevante, a Smiles disse que a decisão teve respaldo do seu comitê independente. "A atuação do comitê teve por único norte a maximização de valor econômico para Smiles e todos os seus acionistas, respeitando a relação e a interdependência comercial e operacional" entre as companhias, diz o texto.

Além do desconto de 11%, a Smiles terá garantia, até 30 de junho de 2023, de um inventário mínimo de passagens na tarifa promocional correspondente a um porcentual mínimo considerável e fixo do total de passagens resgatadas pelos clientes Smiles. "Acredita-se que o prazo de concessão desse benefício acelerará tanto o consumo das passagens anteriormente adquiridas e ainda não utilizadas, quanto os créditos para passagens adquiridos no contexto da Operação", diz o comunicado.

A Smiles fez uma estimativa de que as novas condições comerciais significam a geração de um valor econômico de aproximadamente R$ 85 milhões para a companhia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.