Snow alerta China para onda perigosa de protecionismo

O secretário do Tesouro dos EUA, John Snow, que está depondo no Comitê de Finanças do Senado americano sobre as relações comerciais do país com a China, disse que Pequim deve introduzir um sistema cambial mais flexível e abrir sua economia para mais importações, com o objetivo de evitar uma onda perigosa de protecionismo comercial no mundo."Nada faria mais danos às perspectivas de melhora dos padrões de vida no mundo do que os esforços para se inibir o fluxo de negócios", afirmou Snow, em depoimento previamente preparado para o Comitê de Finanças do Senado. "No entanto, é um obrigação da China fazer frente às preocupações, antes que as pressões mundiais crescentes para restringir o comércio danifiquem a abertura do sistema internacional de negócios", declarou.O governo chinês gerencia sua moeda por meio de intervenções e de um sistema de controle do capital que, efetivamente, atrela a sua moeda a uma cotação de 8,28 por dólar. Por quase dois anos, a administração Bush tem defendido publicamente que a China migre para um câmbio mais flexível. Os líderes chineses afirmam que estão dispostos a realizar flexibilizações, mas argumentam que só podem fazer essa mudança quando as reformas do sistema bancário forem suficientes para administrar esse ajuste.O atraso tem provocado impaciência no Congresso dos EUA, onde há vários projetos propondo sanções comerciais às importações chinesas em retaliação ao seu sistema fixo de câmbio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.