Sobeet afirma que havia espaço para um corte maior nos juros

Frustrado com a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), o presidente da Sociedade Brasileira de Estudos de Empresas Transnacionais e da Globalização Econômica (Sobeet), Antônio Corrêa de Lacerda, disse que foi perdida uma oportunidade de criar um fato positivo e gerar um novo ânimo para a sociedade. Segundo ele, o BC tinha espaço para reduzir a Selic, a taxa básica de juros da economia, em 1 a 1,5 ponto porcentual. Na reunião encerrada hoje, o Comitê reduziu a Selic em 0,50 ponto porcentual ? de 26,5% ao ano para 26% ao ano. O Copom poderia também ter adotado o viés de baixa, o que permitiria uma nova redução dos juros antes da próxima reunião do Copom, no mês de julho. DeterioraçãoDe acordo com Corrêa de Lacerda, o quadro da economia real é de deterioração, com queda da atividade econômica, desemprego recorde, massa salarial em queda e inadimplência crescente. Ou seja, diz o economista, não há risco de inflação por demanda. Corrêa de Lacerda ponderou ainda que os índices de inflação já apontam deflação, acenando para um cenário de preços em queda no futuro. "O BC deveria olhar para a inflação futura", disse, ponderando que a tendência é de redução dos preços no varejo, acompanhando o movimento do atacado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.