Sobem os preços nos supermercados

Os preços dos mais de 70 itens pesquisados pelo InformEstado nos principais hiper e supermercados da capital paulista registraram esta semana a maior alta do ano, de 2,20% em média, em relação aos sete dias anteriores. Desde julho do ano passado, a pesquisa não mostrava aumento superior a 1,31%, registrado em 25 de novembro de 1999. Nesta semana, todas as categorias avaliadas tiveram variações positivas, o que também ocorreu pela primeira vez em 14 meses.Os frios e laticínios responderam pela maior variação entre as categorias, com 4,26% de alta, seguidos pelas carnes, com 2,15% de aumento médio. Os supermercados que registraram as maiores variações comparativas em relação à semana anterior foram o Big (16,84%) e o Pão de Açúcar-Itaim (9,32%).Cesta básica teve maior alta do RealNesta semana foi registrada também a maior alta da cesta básica desde o início do Plano Real, segundo o levantamento diário da Fundação Procon/Dieese feito em 70 supermercados da capital. O preço da cesta chegou a R$ 140,70 na terça-feira, pressionado pelo aumento da carne, do frango e da batata. No mês, a variação acumulada da cesta é de 1,27% e, na semana, de 1,78%.Segundo análise do Procon, o feriado prolongado de 7 de setembro transferiu para esta semana aumentos de preços característicos de início de mês, por conta do pagamento dos salários que ocorre neste período. A carne de primeira, que no período de 1.º a 9 de setembro apresentou queda de 9,18%, registrou esta semana alta de 8,39%. O feijão carioquinha, que na semana passada acumulou queda de 6,14%, apresenta nesta semana variação positiva de 5,61%.Hortifrutigranjeiros em altaAinda nos supermercados, o InformEstado registrou aumento de 2,61% nos preços das verduras, hortaliças, legumes, frutas e ovos. Na semana passada, esses produtos mostraram queda de 1,67% nas feiras livres, segundo a pesquisa. A alta dele nos supermercados foi pressionada pelos itens diversos (que subiram 6,17%), pelas frutas (5,34%) e legumes (5,27%). Nas feiras, as mesmas categorias registraram variação de 1,32% para as frutas, 0,10% para os legumes e menos 4,46% para os diversos.Segundo levantamento da Associação Paulista de Supermercados (Apas) no mês de agosto, os produtos vendidos nas lojas variaram 1,63%, pouco abaixo da alta de 1,78% registrada em julho. Em agosto de 1999, a variação foi de 0,38%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.