Soja sobe com volta dos fundos às compras

Uma nova guinada nos mercados provocou ontem o segundo rali de matérias-primas da semana. O contrato futuro de soja com vencimento em julho fechou com forte valorização em Chicago, de 4,06%. Contribuíram com o resultado a queda do dólar e as altas do petróleo, de metais, de outras commodities agrícolas e de ações. Com esse cenário, fundos e especuladores voltaram às compras, aproveitando as baixas cotações deixadas pelo recuo de quarta-feira. Os baixos estoques também impulsionam o valor da soja.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.