Solução com FMI sobre infra-estrutura será para 2005

O ministro da Fazenda, Antônio Palocci, disse hoje que a intenção do governo brasileiro é buscar uma solução para 2005 no que diz respeito às negociações em curso com o Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre o cálculo dos investimentos em infra-estrutura com retorno econômico nas contas públicas. Segundo Palocci, o trabalho de negociação com o Fundo vai até o fim deste ano."É isso que estamos buscando. Uma solução para 2005. Por isso que não vamos concluir o trabalho nesta semana", afirmou o ministro em rápida entrevista, após participar de uma palestra fechada à imprensa com os novos técnicos de planejamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Ele confirmou que na próxima segunda-feira terá uma reunião com a diretora do Departamento Fiscal do FMI, Teresa Ter-Minassian, que chefia missão especial que está no País negociando projeto-piloto sobre mudança no cálculo dos investimentos no superávit primário ? arrecadação do governo menos os gastos com as autarquias municipais, estaduais, federal e as empresas estatais. Pela modelo atual, qualquer investimento, mesmo com retorno econômico, é considerado despesa. Palocci disse que vai conversar com a diretora do FMI sobre estudos feitos até agora e montar um calendário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.