Solução para Varig não será empresarial, diz Mares Guia

O ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, defendeu hoje que seja encontrada uma solução para a empresa aérea Varig dentro dos próximos três a quatro meses. Segundo ele, o governo não pretende resolver o problema pelo ponto de vista empresarial "porque isso é uma questão dos acionistas". "Temos de resolver a continuidade dos vôos que ela tem especialmente no mercado internacional, além dos empregos que ela gera", disse o ministro, durante entrevista em que anunciou os resultados do terceiro Boletim de Desempenho do Turismo.A pesquisa é realizada a cada três meses e ouve a avaliação dos empresários nos vários segmentos do turismo sobre o que aconteceu nos três meses anteriores e suas perspectivas para o trimestre seguinte. Essa última pesquisa ouviu 821 empresários em todo o País, responsáveis pela movimentação anual de R$ 1,5 bilhão. Em resumo, a pesquisa revelou otimismo dos empresários do setor em relação ao segundo trimestre do ano e a expectativa de que no terceiro trimestre haja pelo menos uma estabilidade nos negócios em relação ao período anterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.