Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Sony entra com ação contra a LG por violação de patentes

A japonesa Sony entrou com uma ação por violação de patentes para impedir a coreana LG Electronics de embarcar smartphones, como seu modelo Rumor 2, para os Estados Unidos.

, O Estado de S.Paulo

31 de dezembro de 2010 | 00h00

Em petição encaminhada à Comissão Internacional de Comércio dos Estados Unidos na noite da última quarta-feira, a Sony alegou que a LG violou as leis americanas de comércio ao importar celulares e modems que quebram as patentes registradas pela companhia.

A Sony também afirmou que a LG violou patentes de outras companhias, como Sony Ericsson, Samsung e Nokia.

John Taylor, porta-voz da LG, informou, por meio de um e-mail, que a política de sua empresa é não discutir processos judiciais. De acordo com a Sony, a violação de patentes se relaciona a mais de dez celulares, entre os quais os modelos Encore, LG Accolade, Neon, Quantum, Rumor Touch e outros.

As patentes envolvidas na briga entre as empresas englobam dispositivos de som e microfones usados em celulares, tecnologia para identificação de chamadas e para aumentar a potência de transmissão.

Concorrência. A LG, quarto maior conglomerado da Coreia do Sul, anunciou este mês que está fazendo um esforço concentrado para expandir seus negócios ao redor do mundo, incluindo o de smartphones.

Na terça-feira, a companhia coreana informou ainda que espera elevar as vendas do próximo ano em 11%, para 156 trilhões de wons (moeda sul-coreana), o equivalente a US$ 135 bilhões.

Desde outubro, a LG vendeu 2 milhões de unidades do Optimus One, o celular mais popular entre os smartphones de seu portfólio.

A Sony reportou lucro operacional de 68,7 bilhões de ienes (US$ 847 milhões) no trimestre encerrado em 30 de setembro, revertendo o prejuízo do ano anterior. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.