Sony esta perto de comprar a MGM

O consórcio liderado pela japonesa Sony concordou em comprar a norte-americana Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) por US$ 2,94 bilhões, mais dívidas de US$ 1,9 bilhão. A tentativa de acordo acontece após a Sony encontrar novos parceiros e a concorrente Time Warner desistir da disputa. A expectativa é de que o consórcio, que inclui o Texas Pacific e Providence Equity Partners, seja integrado por mais uma ou duas empresas, de acordo com fontes. As negociações entre a Sony e a MGM começaram em abril. A dificuldade em reunir um consórcio abriu caminho para a Time Warner, inicialmente apontada como favorita para a aquisição. A Time Warner havia oferecido US$ 11 por ação e se retirou da disputa alegando "não ter entrado em acordo com a MGM por um preço que representasse o uso prudente" de sua crescente capacidade financeira. Já a Sony ofereceu US$ 12 por ação. A MGM ainda não deu uma reposta definitiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.