Sony prevê prejuízo de US$ 2,9 bilhões

A japonesa Sony anunciou que vai registrar no ano fiscal de 2008, que será encerrado em março, o maior prejuízo de sua história. A empresa prevê uma perda operacional de US$ 2,91 bilhões e uma perda líquida de US$ 1,68 bilhão, os primeiros prejuízos em 14 anos. A empresa responsabilizou a crise global pelos resultados ruins, já que um dos principais efeitos foi a queda na demanda mundial por produtos eletrônicos. A Sony informou ainda que o novo cenário obrigará a empresa a fazer uma reestruturação mais profunda do que o planejado anteriormente. O grupo já havia anunciado um corte total de mais de 17 mil empregos, o fechamento de uma fábrica de TVs no Japão e um plano de redução de custos de US$ 2,8 bilhões a partir deste ano. "O retrocesso econômico experimentado no mundo afetou todos no mundo da eletrônica", resumiu o presidente executivo da Sony, Howard Stringer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.