Sony se reestrutura para fugir da crise

Para tentar superar a crise, a Sony anunciou ontem uma grande reorganização. O diretor executivo da companhia, Howard Stringer, vai acumular o cargo de presidente, que estava nas mãos de Ryoji Chubachi, concentrando mais poder para enfrentar os problemas da gigante dos eletrônicos. A Sony também informou que vai reorganizar suas divisões de eletrônicos e jogos, para integrar melhor suas operações.Stringer, que se tornou em 2005 o primeiro estrangeiro a comandar a companhia japonesa, afirmou que a Sony enfrenta dois desafios distintos. ?O primeiro é a desaceleração global, que nos força a fazer ajustes importantes. O segundo desafio é a evolução de nosso ambiente competitivo. Novos competidores estão aparecendo de toda a parte?, afirmou o executivo de 67 anos, que também ocupa a presidência do conselho.Nos últimos tempos, a Sony tem enfrentado declínio na sua participação de mercado. O PS3 está em terceiro lugar entre os videogames, atrás do Wii, da Nintendo, e do Xbox 360, da Microsoft. O PS2, versão anterior do console, foi líder de mercado. A demanda por televisores de LCD tem ficado abaixo das expectativas e a venda de leitores de discos Blu-Ray enfrenta a concorrência crescente do vídeo via internet, que começa a incorporar ofertas de alta definição. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.