Soros: pacote dos EUA deve capitalizar bancos

O megainvestidor George Soros afirmou hoje que o programa de US$ 700 bilhões apresentado pelos EUA para combater a crise financeira deverá ser "mais do que suficiente para recapitalizar o sistema bancário norte-americano". Em seminário paralelo à reunião anual do Fundo Monetário Internacional (FMI), Soros disse que o preço pelo qual o Tesouro dos EUA decidir comprar as ações de um banco irá essencialmente fixar um piso para a cotação das ações desse banco. Soros afirmou ainda que o governo precisa construir um novo sistema de hipotecas, porque o atual está "realmente quebrado". "As hipotecas precisam ser renegociadas e não se deve permitir que haja execuções em massa porque, de outra forma, os preços dos imóveis vão cair demais e isso corroerá a eficácia do programa de recapitalização dos bancos", disse. Segundo o investidor, é preciso agir rápido, porque "estamos agora à beira do pânico total provocado pela incapacidade das autoridades de se antecipar aos fatos". Os governos estão "constantemente atrás da curva", afirmou, mas agora, segundo Soros, há sinais de que estão tentando passar à frente. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.