"Sou Palocci de corpo e alma", diz Tião Viana

O senador Tião Viana (PT-AC) disse que, na interpretação dele, o discurso feito ontem à noite pelo ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, durante o jantar que lhe foi oferecido pelo transcurso de seu aniversário, não indica mudanças na política econômica. Dirceu disse que a política econômica não vai mudar "contra o ministro da Fazenda, Antonio Palocci". "Sou Palocci de corpo e alma", disse Tião Viana. "Não há motivos para mudar a política econômica, porque a expectativa é positiva em relação às medidas que já foram tomadas". Sobre a afirmação de Dirceu de que a crise no governo será superada e que pretende "pôr os pingos nos is", Viana disse que o governo já está superando a crise política e que isso será feito com a afirmação da autoridade moral do governo, "diante de uma oposição que apelou para o denuncismo".

Agencia Estado,

17 Março 2004 | 12h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.