Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Souza Cruz: 27,4% de ganho com dividendo

De acordo com estudo realizado pela Economática (www.economatica.com.br), a primeira companhia que faz parte do Índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) a aparecer entre as maiores distribuidoras de dividendos no ano passado é a Souza Cruz, na quarta colocação. A empresa registrou 27,4% de ganho com dividendos em 2000, ante 14,3% em 99. A companhia, que só possui ações com direito a voto, está com movimento médio diário de ações de R$ 3,815 milhões em 2001. Para analistas, a Souza Cruz é uma histórica pagadora de bons dividendos. "A necessidade de investimento é baixa e a companhia, que possui geração de caixa alta, não atua em um setor com taxa de crescimento elevada", observou a analista da Indosuez W.I. Carr Securities Marília da Costa. "Então, eles devolvem esse dinheiro para o acionista, que possui uma rentabilidade mínima garantida", completou.Para ela, a Souza Cruz não deve apresentar recuo em seu lucro nos próximos períodos. A analista tem recomendação de compra para os papéis da Souza Cruz, com preço alvo de R$ 14,00 - sem data prevista para que essa meta seja atingida -, o que representa um potencial de alta de 32,7% em relação ao fechamento da última quarta-feira (24).

Agencia Estado,

29 de janeiro de 2001 | 17h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.