Souza Cruz: lucro decepciona analistas

Os analistas de mercado não chegaram a um consenso sobre o resultado da Souza Cruz, mas estão desapontados. A empresa obteve um lucro líquido de R$ 343,579 milhões nos primeiros nove meses do ano, uma redução de 41,59% em relação a igual intervalo do ano passado. No terceiro trimestre, o ganho líquido de R$ 109,635 milhões significa uma queda ainda mais expressiva, de 48,31%.Na opinião de Marília da Costa, analista do Indosuez W.I.Carr, a preocupação maior é com a receita da empresa, que mostrou uma redução de 9,39% no terceiro trimestre, ficando em R$ 516,390 milhões. No acumulado do ano, o faturamento líquido totalizou R$ 1,488 bilhão, um crescimento de 14,09%. Para Marília, o mercado informal continua a prejudicar os números da companhia. A analista afirmou que o ganho com as vendas de fumo para o mercado externo ficaram abaixo das projeções. A receita com esse segmento ficou em R$ 132 milhões no período de julho a setembro, quando era esperada arrecadação de R$ 196 milhões.Outro analistas acreditam que os números ficaram dentro das expectativas do mercado. A queda apresentada é reflexo de ganhos acentuados conquistados no ano passado. Com relação ao movimento antitabagista, os analistas acreditam que ainda é cedo para se medir os reflexos nos números da empresa. Marília disse também que é prematura uma avaliação sobre os reflexos da questão da proibição da propaganda nos resultados da companhia. Os especialistas comentam que o efeito somente iria aparecer no longo prazo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.