SP estuda reivindicar royalties do campo de Tupi

A secretária de energia e saneamento de São Paulo, Dilma Pena, disse que o Estado está estudando reivindicar os royalties da produção de petróleo no megacampo de Tupi, descoberto no ano passado. Segundo ela, uma reunião está marcada com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no dia 25 de março, para obter detalhes da posição geográfica de Tupi. "Estamos trabalhando para entender. Eu não creio que seja uma questão de decisão, mas sim geográfica, técnica", afirmou, após participar da Mesa Redonda sobre Suprimento de Energia e Fontes Complementares à Geração Hidráulica, em São Paulo, organizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).Ela ressaltou que o governo do Estado de São Paulo já conta com uma equipe que estuda em detalhes os critérios e os procedimentos que poderão ser adotados para reivindicar os royalties. "Vamos compreender os critérios técnicos e discuti-los, se for necessário, e o IBGE é o órgão adequado", explicou Dilma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.