SP ganha mais 11 agências do Banco do Povo

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou ontem a abertura de mais 11 agências do Banco do Povo, que agora somam 100 em todo o Estado. A informação foi dada durante a cerimônia de inauguração da Casa do Trabalhador Mário Covas, dentro das comemorações do Dia do Trabalho.O governador disse que quer duplicar o número de agências do Banco do Povo até o fim do ano. A meta é abrir 12 novas unidades por mês, beneficiando 200 municípios com o programa de concessão de microcrédito para pequenos empreendedores.De acordo com dados da Secretaria de Estado do Emprego e Relações do Trabalho (Sert), o Banco do Povo já liberou mais de R$ 18,5 milhões em empréstimos e beneficiou cerca de 32 mil pessoas, desde sua criação, em 1998. Para este ano, o volume de recursos disponíveis para o programa é de R$ 35 milhões. Com isso, o governo estima que o total de crédito concedido chegue a R$ 50 milhões.O banco faz empréstimos de R$ 200 a R$ 5 mil para pessoas que possuam um negócio formal ou informal há pelo menos seis meses, cobrando juros mensais de 1%. Os recursos utilizados para fornecimento do crédito vêm do Estado (90%) e do município onde está instalada a agência (10%). Segundo o secretário do Trabalho, Walter Barelli, o índice de inadimplência no programa tem sido inferior a 2%.Alckmin também anunciou o reajuste do valor da bolsa-auxílio das frentes de trabalho, que passou de R$ 160 para R$ 190. O programa foi criado em 1999 para combater o desemprego na Grande São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.