SP pede US$ 10 milhões ao Banco Mundial

O governo do Estado de São Paulo encaminhou um pedido de financiamento de US$ 10 milhões para o Banco Mundial, com vistas a oferecer tecnologia, treinamento empresarial e exportador às pequenas e micro empresas que fazem parte de aglomerados industriais no interior do Estado. A linha deve, antes, ser aprovada pelo Congresso, já que se trata de aumento do endividamento do Estado. Devem ser beneficiadas com os recursos os centros produtivos de móveis (Votuporanga e Mirassol), calçados (Franca, Jaú e Birigüi), jóias e bijuterias (Limeira e São José do Rio Preto), e Americana (têxtil).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.