SP quer encerrar mandato com R$ 8 bi em metrô e trens

O governo do Estado de São Paulo pretende chegar ao último ano de mandato (2014) com investimentos de pelo menos R$ 8 bilhões no metrô da capital e no sistema de trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

SILVANA MAUTONE, Agencia Estado

22 de agosto de 2012 | 11h25

No ano passado, os recursos somaram R$ 2,9 bilhões e neste ano devem ficar próximos de R$ 5 bilhões. As afirmações foram feitas nesta quarta-feira pelo secretário de Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, Jurandir Fernandes, que participou de evento no Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo (SEEP). "É um desafio enorme, mas tem de ser feito", disse.

Fernandes disse que hoje o Estado já possui financiamentos contratados de cerca de R$ 14 bilhões para projetos no setor e que até dezembro esse número deve subir para R$ 18 bilhões.

Durante palestra, ele fez uma ressalva sobre o sistema de tarifa integrada para os usuários do metrô e da CPTM. De acordo com ele, no começo da década, 64,2% dos usuários da CPTM eram pagantes diretos do sistema. Hoje, devido à integração com as estações do metrô, esse porcentual recuou para 55,7%. "Há de se rever com muito cuidado a política tarifária", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
FERROVIASSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.