SP terá fábrica de garrafas 'verdes' de R$ 1 bi

O município de Araraquara, no interior paulista, terá a maior fábrica de produção de BioMEG do mundo. O produto é o principal ingrediente das embalagens plantbottle - garrafa PET reciclável feita parcialmente de origem vegetal (no caso do Brasil, a cana de açúcar). Segundo o acordo da indiana JBF Industries e da Coca-Cola com o governo estadual, o investimento na unidade será de aproximadamente R$ 1 bilhão. A operação está prevista para começar em 2014.

RENE MOREIRA , ESPECIAL PARA O ESTADO / FRANCA, O Estado de S.Paulo

28 de setembro de 2012 | 03h08

Um dos motivos para a escolha de Araraquara seria sua posição geográfica, na área central de São Paulo, e o fato de a região ser grande produtora de cana-de-açúcar e de etanol, principal matéria-prima utilizada para a produção das embalagens. Essa unidade fará com que o Brasil se torne o maior produtor e exportador de BioMEG do mundo. A capacidade de produção deverá ser de 500 mil toneladas ao ano.

As garrafas produzidas serão utilizadas em todos os produtos da Coca-Cola Brasil. A nova companhia deve gerar 1.650 empregos diretos e indiretos.

Ontem, a JBF assinou protocolo de intenções com o governo do Estado relativo à construção da fábrica e à qualificação de mão de obra que sairá na região de Araraquara. O governo paulista se comprometeu a oferecer cursos técnicos gratuitos para preparar a mão de obra.

A produção desse tipo de garrafa - que, segundo os fabricantes, depende menos de petróleo e reduz as emissões de carbono - tem crescido no mundo. Três anos depois de ter sido lançada pela Coca-Cola, o produto já soma 10 bilhões de unidades ao ano no mundo.

Relevância. A JBF Industries já fornece as cerca de 600 milhões de garrafas com essa tecnologia consumidas no Brasil. Com a inauguração da unidade em Araraquara, a intenção é fazer com que as embalagens deixem de ser importadas da Índia até 2015. Executivos da Coca-Cola disseram que a economia com o uso das garrafas feitas a partir da cana será equivalente a 250 mil barris de petróleo por ano.

A expectativa da JBF é que todas as garrafas usadas pela Coca-Cola no mundo sejam do tipo plantbottle até 2020. A unidade brasileira deverá exportar 80% de sua produção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.