SP vai reduzir imposto nas exportações

O governador de São Paulo, Alberto Goldman, anunciou ontem, no Salão do Automóvel, medidas de desoneração do ICMS para exportação e investimentos que beneficiam vários setores, incluindo o automotivo. Parte delas prorrogam decretos que venceriam no fim do ano.

Cleide Silva, O Estado de S.Paulo

28 de outubro de 2010 | 00h00

Bem recebido pelas montadoras por ajudar na melhora da competitividade, o anúncio provocou pequena crítica do ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge. "Poderia ter sido feito na época da crise, quando o governo federal agiu rapidamente para evitar a paralisação do setor." Ele se referia aos incentivos dados no fim de 2008, como a redução do IPI, que baixou o preço dos carros e as vendas seguiram aquecidas.

Jorge também mandou recado às montadoras que reclamam da alta nas importações de carros, principalmente asiáticos. "Não sei por que reclamam, pois 68% das importações são feitas por elas mesmas." Este ano, 18% dos 2,5 milhões de carros vendidos no País vieram de fora.

O Salão do Automóvel, no Anhembi, ficará aberto até 7 de novembro. Com 42 marcas e 450 carros expostos, é a maior edição do evento, que completa 50 anos. Amanhã, receberá a visita do presidente Lula.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.