coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

SPB: como pagar e receber empréstimos

O novo Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) não traz muitas alterações para as operações de empréstimo, tanto para o recebimento dos recursos quanto para o pagamento das prestações por parte do tomador de crédito. Em geral, quem contrata um empréstimo continuará recebendo os recursos em dinheiro, caso eles sejam depositados em sua conta corrente.No caso do pagamento feito por boleto, continuam valendo as mesmas regras: pagos em dinheiro ou cheque em qualquer agência bancária, terminal eletrônico e Internet até a data do vencimento. Depois desta data, apenas no banco emissor do boleto, dentro do prazo especificado no próprio documento. Para pagamento por débito em conta, o correntista precisa contar com um saldo em dinheiro suficiente.A Transferência Eletrônica Disponível (TED) também poderá ser usada para o pagamento destes empréstimos. De qualquer forma, o correntista deve estar atento às condições estabelecidas em contrato, que podem variar de uma instituição para outra.Cobertura de cheque especial pode ser feita utilizando-se todas as formas do sistema de pagamentos. Mas é preciso lembrar que, no caso dos cheques, há o prazo de compensação, enquanto o valor depositado em dinheiro ou por meio da TED entra na conta corrente no mesmo dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.